Vida Urbana

Médicos residentes decidem nesta terça se mantêm paralisação

Médicos residentes se reúnem nesta terça-feira (24) para decidir se mantêm a paralisação nos Hospitais Universitários ou aceitam a proposta do Governo Federal de 20%.




Rostand Melo
Do Jornal da Paraíba

Os médicos residentes se reúnem nesta terça-feira (24) para decidir se mantêm a paralisação nos Hospitais Universitários ou aceitam a proposta do Governo Federal, que ofereceu 20% de reajuste no valor da bolsa-auxílio a partir de 2011. Atualmente o valor pago é de R$ 1.916,45 e os residentes pedem um aumento de 38,7%.

Em Campina Grande, os 23 médicos residentes do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) se reúnem a partir das 8h no auditório do hospital. Já em João Pessoa, a assembleia está prevista para as 10h30 no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW).

De acordo com o representante do movimento na Paraíba, o governo não ofereceu propostas quanto às outras reivindicações da categoria. Os residentes pedem ainda o pagamento de um adicional de insalubridade, auxílio moradia e alimentação, ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses, além da inclusão de novos benefícios como uma gratificação natalina similar ao 13º salário.

Em nota oficial, o Ministério da Saúde informou que será criado um grupo de trabalho para analisar as solicitações dos residentes. Está prevista para a próxima quarta-feira uma reunião entre representantes do comando nacional de greve e uma comissão do Ministério da Saúde em Brasília. “Para esta assembleia está descartada a possibilidade do fim da paralisação”, informou o médico Mabli Benevides de Sousa, representante dos residentes do Lauro Wanderley.

Desde o início do movimento cerca de 20 cirurgias estão sendo suspensas por dia no HUAC em Campina Grande e mais de 300 consultas deixaram de ser oferecidas no HULW em João Pessoa, mas os residentes garantem que está sendo mantido o índice de atendimento mínimo de 30% previsto em lei para serviços essenciais.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.