Vida Urbana

MEC adia prazo para inscrição em lista de espera do ProUni devido ao coronavírus

Agora, estudante têm até 20 de março para entregar documentação à instituições de ensino superior.




Prazo para inscrição em lista de espera do ProUni é adiado / Foto: Arquivo

Candidatos interessados em participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) devem comparecer às instituições de ensino superior para apresentar as documentações necessárias até o dia 20 de março. O novo prazo segue uma orientação do Ministério da Educação (MEC), que considera o fechamento temporário de várias instituições de ensino para prevenir o novo coronavírus. 

O prazo foi divulgado na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira (13). Conforme o edital, os documentos precisam ser entregues para a comprovação das informações fornecidas no momento da inscrição do aluno, bem como a participação em eventual processo seletivo próprio da instituição, se necessário.

Neste semestre foram ofertadas 252.534 bolsas, sendo 122.432 integrais e 130.102 parciais. A lista de espera será usada pelas instituições de ensino na convocação de candidatos para preenchimento de bolsas eventualmente não ocupadas. A lista estará à disposição das instituições com a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Prouni

O ProUni é voltado para candidatos que não tenham diploma de curso superior e que participaram do Enem 2019.

Os estudantes devem ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsistas integrais. É preciso ainda ter obtido nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas nas provas do Enem e não ter zerado a redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.