Vida Urbana

Loterias federais registram arrecadação recorde no ano de 2010

Em 2010 a Caixa Econômica Federal arrecadou R$ 8,8 bilhões em apostas. Esse valor é de 19,8% maior que o apurado no ano anterior.




Do Jornal da Paraíba

A Caixa Econômica Federal, por intermédio das Loterias Federais, registrou arrecadação recorde de R$ 8,8 bilhões em apostas, ao longo de 2010. Esse valor é o recorde absoluto na história das loterias no Brasil, sendo 19,8% maior que o apurado no ano anterior, que foi de R$ 7,3 bilhões, e 51,7% maior que o valor de 2008, que foi de R$ 5,8 bilhões.

“No começo do ano passado, tínhamos uma projeção de crescer algo em torno de 10%. Crescemos quase o dobro disso e chegamos a uma marca histórica, ratificando, mais uma vez, a capacidade da Caixa em administrar as loterias federais”, comemora o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Joaquim Lima de Oliveira.

Entre os fatores, que propiciaram o crescimento da arrecadação, estão as mudanças realizadas em diversos produtos; como a Dupla-Sena, que passou a ter mais faixas de premiação e a Timemania, que ganhou segundo sorteio semanal.

Segundo Joaquim Lima, a Caixa está colhendo os frutos de uma série de melhorias implementadas nos produtos lotéricos. “Seguiremos nesse caminho e vamos ter uma série de novidades também em 2011. Creio que poderemos superar a marca dos R$ 10 bilhões esse ano”, explica o vice-presidente.

Mega da Virada

A Mega-Sena foi, mais uma vez, o carro-chefe das Loterias da Caixa O valor atingido em 2010 alcançou a expressiva marca de R$ 4,36 bilhões em vendas. Essa arrecadação é 26% maior que o valor de 2009 (R$ 3,46 bilhões) e 82% maior que 2008 (R$ 2,39 bilhões).

O aumento de quase R$ 1 bilhão nas vendas da Mega-Sena pode ser creditado, em grande parte, à arrecadação da Mega da Virada, que chegou a R$ 472 milhões, com o prêmio recorde de R$ 196 milhões para a faixa principal, que teve quatro ganhadores.

Além disso, o recorde de prêmio em sorteios regulares foi batido duas vezes em 2010, com prêmios de R$ 92 e 119 milhões. O aumento da atratividade desses grandes prêmios alavancaram, ainda mais, as vendas do produto.

Repasses sociais

Em 2010, as dez modalidades de apostas das Loterias da Caixa repassaram R$ 3,3 bilhões para o financiamento de ações sociais, tendo como beneficiárias as áreas de saúde, educação, esporte, segurança, cultura e seguridade, além de R$ 750 milhões a título de imposto de renda sobre os prêmios.

Além das mudanças, já realizadas em 2010, as Loterias da Caixa preparam várias novidades para 2011. Na Loteria Instantânea, serão lançados bilhetes que oferecerão como prêmios principais, casas, carros e motocicletas.

Ainda em 2011, haverá o primeiro sorteio da Quina de São João, que deve pagar o valor de R$ 60 milhões, recorde para a modalidade.

Assim como acontece na Mega da Virada, na Quina de São João o período de apostas será maior e o prêmio não acumula. Ganha quem acertar a maior quantidade de números, seja 5, 4 ou 3.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.