Vida Urbana

Liminar decide por contingente mínimo de funcionários

No último dia 29 de maio, os trabalhadores da Cagepa filiados ao Stiupb deflagraram greve por tempo indeterminado.




No fim da tarde de ontem, o desembargador Carlos Coelho de Miranda Freire, vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (TRT-PB), concedeu liminar deferindo pedido da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) determinando que o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb) mantenha, pelo menos, 40% dos trabalhadores em plena atividade, como contingente mínimo de empregados necessários à prestação dos serviços satisfatórios à população, sob pena de pagamento de multa diária do valor de R$ 10 mil.

No último dia 29 de maio, os trabalhadores da Cagepa filiados ao Stiupb deflagraram greve por tempo indeterminado. Na liminar, o vice-presidente do TRT considerou que houve precipitação do movimento, já que “estão em curso tratativas entre os litigantes deste processo, com vistas à tentativa de formalização de acordo extrajudicial que possa vir a conciliar as reivindicações", afirmou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.