Vida Urbana

Lei das Cotas muda concorrência do PSS

Concorrência para o PSS só será divulgada após UFPB concluir os estudos sobre a adaptação de suas normas às novas diretrizes.



Nicolau de Castro / Rizemberg Felipe
Nicolau de Castro / Rizemberg Felipe
Cotas serão preenchidas de acordo com as notas dos alunos; mudanças já serão válidas para 2013

A divulgação da concorrência do Processo Seletivo Seriado (PSS-2013) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que ocorreria hoje, foi adiada e ainda não há uma previsão para que as estatísticas sejam divulgadas. A mudança de data foi necessária após a publicação, na edição de ontem do Diário Oficial da União, do Decreto nº 7.824, que determina que 50% das vagas disponíveis nas instituições federais de ensino superior devem ser destinadas a quem cursou o Ensino Médio em escolas públicas.

Conforme informativo divulgado pela Comissão Permanente de Vestibular (Coperve), a concorrência geral será publicada apenas depois que a UFPB concluir os estudos sobre a adaptação de suas normas às novas diretrizes. Segundo o pró-reitor de Graduação da UFPB, Valdir Barbosa Bezerra, os estudos precisarão ser realizados porque, mesmo que a instituição já possua reserva de vagas para estudantes advindos de escolas públicas, alguns pontos precisam ser modificados. “Atualmente, exigimos que o estudante tenha feito também pelo menos três séries do Ensino Fundamental em Escola Pública. Na nova lei, a exigência é apenas relacionada ao Ensino Médio. Além disto, também precisamos fazer algumas adequações com relação à renda familiar”, disse.

Valdir Bezerra destacou que as mudanças serão válidas já para o vestibular 2013. “Até meados do próximo mês, isto já precisa estar pronto”, afirmou, sem mencionar entretanto, mudanças nas datas do vestibular. Ao todo, a UFPB recebeu 41.209 inscrições.

As cotas serão preenchidas de acordo com as notas dos alunos.

As vagas estarão disponíveis aos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, seguindo a ordem de menor renda. Em seguida, terão prioridade os demais estudantes de baixa renda. A nova lei também é válida para as escolas técnicas federais, mas neste caso a reserva é para quem cursou o ensino fundamental em escola pública.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.