Vida Urbana

Laudo médico confirma estupro em bebê de 9 meses morta em hospital na PB

Resultados apontam estupro, mas causa da morte ainda não foi confirmada.




Numol de Campina Grande

Numol de Campina Grande

Após exame de corpo de delito, o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande confirmou no início da tarde desta quinta-feira (30) que a criança de 9 meses morta em um hospital da cidade de Soledade foi estuprada.

Horas após a confirmação do laudo, Ana Graciele do Nascimento Lucena e Francisco Fagner de Lucena, pais da bebê que morreu após sofrer um estupro, foram conduzidos à Delegacia de Soledade para prestar depoimento. A polícia investiga o envolvimento deles no caso.

O Numol informou ainda que os resultados dos exames confirmam que o estupro aconteceu recentemente e que todo material encontrado no corpo da criança será encaminhado para análise laboratorial com o intuito de identificar o suspeito.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Durval Barros, as investigações ficam mais rápidas depois da emissão do laudo. “Um caso desses, de tamanha crueldade, precisa ser investigado e concluído o mais rápido possível”, concluiu.

Médico percebeu lesões

A criança morreu após ser levada para o Hospital de Soledade, no agreste paraibano, na noite de quarta-feira (29). O médico que atendeu a criança procurou a Delegacia de Polícia Civil de Esperança e prestou um Boletim de Ocorrência informando que a criança havia dado entrada na unidade de saúde com 40 graus de febre e morreu após uma crise convulsiva. Após constatar que a criança havia morrido, o médico analisou o corpo do bebê e percebeu lesões que poderiam indicar um estupro.

A mãe da criança informou ao médico que havia levado a filha a Campina Grande para realizar exames pois a filha de 9 meses tinha paralisia cerebral. Na volta para São José do Sabugi, onde mora, ela parou na cidade de Soledade para jantar em um restaurante, quando a criança teve crises convulsivas e foi levada para o hospital.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.