Vida Urbana

João Pessoa tem a terceira maior tarifa de ônibus das capitais do Nordeste

As únicas que cobram valores mais altos que João Pessoa são as capitais da Bahia e do Piauí.




Considerando os preços atuais praticados, João Pessoa possui a terceira maior tarifa de ônibus das capitais do Nordeste, com as passagens custando R$ 3,55 desde a última segunda-feira (22). A tarifa foi reajustada após reunião do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana que aconteceu na última sexta-feira (19) e foi aprovado pelo prefeito da capital. A frente de João Pessoa ficam apenas as cidades de Salvador, com uma tarifa de R$ 3,70, e Teresina, que está cobrando R$ 3,60.

Em João Pessoa, passagem de R$ 3,55 passou a vigorar na última segunda-feira (22). (Crédito: Rizemberg Felipe)

A tarifa em Fortaleza está custando, atualmente, R$ 3,20. Embora a passagem ainda não tenha sofrido reajuste este ano, o valor é menor, inclusive, daquele que era praticado em João Pessoa antes do reajuste – a passagem custava R$ 3,30 até o último domingo (21). Sendo que o município de Fortaleza possui uma área com 113 km² a mais que João Pessoa – enquanto a área de João Pessoa é de 211,475 km², a capital cearense tem uma extensão de 314,930 km².
Já Recife, capital de Pernambuco, possui quatro anéis tarifários definidos de acordo com o percurso das linhas – são os anéis A (R$ 3,20), B (R$ 4,40), D (R$ 3,35) e G (R$ 2,10). Porém, 85% dos passageiros utilizam o anel A, que contempla as viagens com até 32 quilômetros de extensão. Da mesma forma, ainda que não tenha sido reajustado, percebe-se que o valor praticado também é mais baixo que aquele que era cobrado em João Pessoa antes do reajuste.

Nova tarifa de R$ 3,55 entrou em vigor na última segunda-feira (22). (Crédito: Francisco França)

De acordo com o titular da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), Carlos Batinga, a diferença dos valores seria explicada pelos impostos. “Em Recife e em Fortaleza, eles não pagam ISS [Imposto Sobre Serviços] , que aqui é de 5% sobre o valor total. Eles são isentos. E são isentos também de pagar o ICMS [Imposto Sobre Circulação de Mercadorias] do diesel, que aqui é de 18%. Se você tivesse a mesma isenção, a tarifa aqui seria 40 centavos mais barata”, afirma.

Ainda de acordo com ele, este ano foi criada uma equipe para fazer uma reestruturação das linhas de João Pessoa, principalmente da Zona Sul, tendo em vista que, nos últimos anos, houve um aumento significativo das viagens realizadas na área. “Foram criados muitos conjuntos e condomínios na área Sul, então nós temos que estar reequilibrando a oferta e a demanda entre as linhas”, explica Batinga, complementando, ainda, que na próxima semana já será dado início a duas novas linhas, a 104 e a 1001, na Zona Sul. “Esse ano teremos uma renovação de 80 novos veículos, sendo que desses, 30 já passarão a circular na próxima semana”, pontua.
Já o diretor executivo da Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de João Pessoa (Sintur), Isaac Moreira Júnior, atribuiu a diferença entre os preços das passagens pelo fato de algumas capitais ainda não terem praticado o reajuste previsto para esse ano. Segundo ele, as diferentes datas-bases causam a defasagem entre os valores praticados.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.