Vida Urbana

João Pessoa tem serviço de apoio psicológico para pais e estudantes da rede municipal

A central vai funcionar de segunda a sexta-feira, das às 8h às 18h.




Com as aulas suspensas em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), crianças, adolescentes e pais que integram a comunidade escolar da rede educacional de João Pessoa terão à disposição um serviço de acolhimento emocional. O programa “Escuta Solidária” prevê a participação de 30 psicólogos que irão atuar no sentido de amenizar a ansiedade causada pelas mudanças de rotina ou pelo distanciamento de amigos e familiares, com foco prioritário no público infantil.

A central será a primeira criada com este perfil na rede pública de toda a Paraíba. O atendimento, gratuito, irá funcionar de segunda a sexta-feira, das às 8h às 18h, no telefone (0800.281.3006).

O trabalho será feito por profissionais experientes no atendimento aos pais e ao público infantil, já adaptados a esta escuta durante a atividade escolar. O acolhimento poderá durar de 15 minutos a meia hora, a depender da necessidade. Os interessados pelo serviço terão a confidencialidade preservada, pré-requisito em qualquer atendimento psicológico.

A secretária de Educação, Edilma Freire, explicou que a medida não se trata de uma consulta terapêutica. “Estamos proporcionando um acolhimento emocional importante, de suporte aos pais e às crianças neste período de pandemia. Vivemos um momento de muitas mudanças em um curto de espaço de tempo no Brasil e no mundo, o que exige uma atenção ainda maior para o público infantil, diante das mudanças de rotina e da importância das medidas de prevenção”, disse a secretária.

 

Central de apoio

 

A Prefeitura de João Pessoa já dispõe de uma central de suporte psicológico gratuito para o público em geral, disponível no telefone 160. O serviço também é ofertado especificamente para os profissionais de saúde. Ao fazer a ligação, o usuário é atendido por um psicólogo que faz a escuta e, se necessário, encaminha para atendimento em alguns dos Centros de Atendimentos Psicossocial (CAPs).

O serviço não é um tratamento, mas um trabalho de escuta e alívio, que ajuda as pessoas lidarem com o momento. A atendimento é feito de domingo a domingo, das 7h às 19h. Os interessados também podem telefonar para o número 3214-3333.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.