Vida Urbana

Inverno na PB: noites longas, ventos fortes e temperaturas de 15º

Temperaturas mais baixas e noites começando mais cedo marcam estação.



Leonardo Silva
Leonardo Silva
Nova estação, que vai até o dia 21 de setembro, tem também mais uma peculiaridade, a amplitude térmica - principalmente no Cariri paraibano

Começou o inverno. A estação do frio começou oficialmente às 19h34 desta segunda-feira (20). Atenção paraibanos, preparem os casacos e as roupas de frio, pois na Paraíba os termômetros podem chegar aos 15 graus em cidades localizadas nas regiões do Brejo e Cariri. E as chuvas devem ficar dentro da média, de acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). Noites mais longas e ventos mais fortes também marcam o inverno deste ano nas regiões paraibanas.

"No solstício de inverno, em todo o Hemisfério Sul, o sol atinge a maior distância da Terra em relação à Linha do Equador, proporcionando a noite mais longa do ano, já que o sol se põe mais cedo. Esta é uma característica importante desta estação: dias mais curtos e noites mais longas”, explicou a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira.

Os ventos também ficam mais fortes, principalmente no Litoral. “Além disto, temos um aumento gradual da força dos ventos, que costuma ter seu auge no mês de agosto. Isto ocorre de forma mais intensa na região do Litoral”, afirmou Flaviano Fernandes, que também é meteorologista da agência.

A nova estação, que vai até o dia 21 de setembro, tem também mais uma peculiaridade, a amplitude térmica – principalmente no Cariri paraibano. “São madrugadas de frio intenso e inícios de tardes com forte calor, principalmente nos meses de julho e agosto”, destacou Marle. No munícipio de Monteiro, os termômetros costumam ter uma variação significativa ao longo do dia durante a estação. Nesta época do ano, a temperatura pode atingir os 15 ºC.

Chuvas

A expectativa da Aesa é de que os índices pluviométricos esperados neste inverno fiquem dentro da média histórica, que é de cerca de 700 milímetros no Litoral, 500 milímetros no Brejo e 400 milímetros no Agreste.Esse números equivalem a 40% do total de precipitações do ano nestas regiões. Já no Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão, o inverno apresenta baixos índices pluviométricos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.