Vida Urbana

Hospitais de CG promovem mutirões de consultas e exames em prol do Novembro Azul

Atendimento gratuito será disponibilizado a partir desta semana, no Hospital da FAP e no HU.




Foto: Arquivo

Ao menos dois hospitais da rede pública, localizados em Campina Grande, estão disponibilizando consultas e exames gratuitos em prol do Novembro Azul, a partir desta semana. A campanha tem como objetivo conscientizar os homens sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

No Hospital da FAP, 300 exames de PSA, Sumário de Urina, e exames clínicos com urologistas serão disponibilizados durante o mês de novembro. Para realização dos procedimentos, a FAP fará uma triagem nas próximas quarta (11), quinta (12) e sexta-feira (13), por meio da Central de Agendamento, no telefone 2102.0352, das 7h às 12h, e das 13h às 17h.

As vagas para os procedimentos disponibilizados por meio do Novembro Azul da FAP são para homens com idades acima de 40 anos. No dia da consulta e do exame, os contemplados devem apresentar o cartão do SUS e um documento oficial com foto. O hospital disponibiliza os números (83) 2102.0392 ou (83) 2102.0348 para mais informações.

Já o Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) vai realizar um mutirão gratuito de consultas com urologistas, para 300 homens. As vagas serão preenchidas exclusivamente por telefone, por meio do número (83) 2101-5640. Os interessados devem entrar em contato das 8h às 11h, e das 13h às 17h, nas próximas quarta (11) e quinta-feira (13), com o cartão do SUS em mãos.

Podem agendar consultas no mutirão do HUAC homens com idades a partir de 45 anos. Após a marcação, os pacientes deverão fazer o exame de PSA, entre os dias 16 e 27 de novembro, e irão às consultas com urologistas já no início de dezembro portando os resultados dos exames.

Tanto no Hospital da FAP quanto no HUAC, todas as medidas de prevenção contra possíveis contaminações pelo novo coronavírus serão postas em prática.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.