Vida Urbana

Homem se apresenta como suposto pai do bebê abandonado em Cabedelo

Durante esta semana, rapaz deverá prestar esclarecimentos para provar sua paternidade. Criança poderá ficar disponível para adoção.



Fotos: Rizemberg Felipe / Walter Paparazzo
Fotos: Rizemberg Felipe / Walter Paparazzo
Recém-nascido foi encontrado por um morador do bairro, embaixo de uma lixeira

Um homem se apresentou na tarde da última segunda-feira (6) no Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caop), do Ministério Público da Paraíba (MPPB), como suposto parente do bebê encontrado no dia 1º deste mês no bairro de Intermares, em Cabedelo. O rapaz, identificado apenas como Moisés – o mesmo nome dado à criança pelas pessoas que a encontraram – disse reconhecer a possibilidade de ser o pai do menino.

Durante esta semana, ele deverá prestar esclarecimentos para provar sua paternidade e, caso isso não se comprove, a criança será colocada para adoção. Até o momento, mais de 300 pessoas manifestaram interesse em acolher o menino, que continua internado no Hospital e Maternidade Edson Ramalho em observação. Conforme a enfermeira Juliana Ferreira, plantonista da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do espaço, apesar de não ter previsão de alta, o quadro clínico do bebê é estável e, até o momento, todos os seus exames estão normais.

Assim que for liberada, a Justiça tentará localizar alguém da família biológica da criança. “Inicialmente, essa família biológica será procurada através, tanto da polícia, tanto da nossa equipe multidisciplinar. Uma vez localizada essa família, nós vamos tentar saber o motivo pelo qual ela abandonou, se ela está arrependida, se essa criança pode ser reintegrada à sua família biológica ou natural, ou seja, os parentes, irmãos, avós, tios. Se nada disso for possível, essa criança será colocada em família substituta, ou seja, será posta em adoção”, afirmou o juiz da 1ª Vara da Infância, Adhailton Lacet. 

Confira o vídeo que registra o momento em que uma mulher abandona a criança:


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.