Vida Urbana

Greve deixa mais de 65 mil alunos sem aula a partir desta segunda

A partir desta segunda (25) mais de 65 mil alunos da rede municipal de ensino ficam sem aula em JP. Categoria reivindica reajuste de 21% e também audiência com o prefeito.




Inaê Teles

A partir desta segunda-feira (25), mais de 65 mil alunos da rede municipal de ensino ficam sem aula em João Pessoa. A greve foi definida na assembleia da quarta-feira (20). Os professores reivindicam reajuste salarial de 21% e também uma audiência com o prefeito Luciano Agra.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de João Pessoa (Sintem), Daniel de Assis, explicou que 94 escolas estão com as portas fechadas nesta segunda e que 17 mil profissionais (professores e funcionários) devem aderir ao movimento grevista.

A categoria já rejeitou duas propostas apresentadas pela prefeitura, a primeira de um reajuste de 7,5% e a segunda de 10%. “Já nos reunimos com as secretárias Laura Farias (Administração), Ariane Sá (Educação) e Estelizabel Bezerra (Planejamento). Além do Secretário Chefe de Gabinete do Prefeito, Alexandre Urquiza. Eles não têm avançado nas negociações”, disse Daniel Assis.

A categoria quer uma audiência com o próprio prefeito Luciano Agra, porque os professores acreditam que apenas com ele as negociçãos terão algum avanço significativo. “Desde 8 de fevereiro que a gente tenta avançar nas negociações, mas o prefeito não nos recebe” lamentou o presidente do Sintem. Ele disse ainda que espera que Luciano Agra use da “sua sensibilidade para resolver a questão”.

O Paraíba1 tentou entrar em contato com a assessoria da Prefeitura, mas ainda não teve retorno sobre o assunto.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.