Vida Urbana

Governo inicia a distribuição de 40 toneladas de pescado a famílias carentes na Paraíba

Além dos peixes, também serão distribuídas 30 toneladas de frango e 400 toneladas de alimentos.




Foto: Rizemberg Felipe

O governo da Paraíba iniciou nesta quarta-feira (8) a distribuição de 40 toneladas de pescado a famílias em situação de vulnerabilidade social. A ação deve beneficiar cerca de 60 mil pessoas, principalmente de municípios com baixa cobertura de programas sociais. Além dos peixes, também serão distribuídas 30 toneladas de frango e 400 toneladas de alimentos.

A ação faz parte das medidas sociais de enfrentamento da pandemia de Covid-19 anunciadas pelo governador João Azevêdo (Cidadania) no último dia 2 de abril. Nesta ação serão investidos R$ 3 milhões.

A distribuição é coordenada pela Secretaria Executiva de Economia Solidária, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, e tem dois objetivos: fortalecer a segurança alimentar de famílias carentes e a agricultura familiar, que passou a enfrentar problemas de escoamento de produção por conta da pandemia.

A secretaria executiva da Economia Solidária, Roseana Meira, assegurou que toda a logística será feita de forma a evitar aglomeração de pessoas, com a entrega na casa das pessoas com dificuldade de locomoção e com filas respeitando a distância mínima.

Roseana Meira destacou que entidades que prestam assistência a pessoas carentes também serão beneficiadas com a distribuição. “Além dessas famílias que enfrentam dificuldades neste momento difícil, entidades como o Hospital Padre Zé e cooperativas de catadores também serão contempladas”, acrescentou.

 

Distribuição de pescado

 

A distribuição do pescado tem início nesta quarta-feira, e será feita em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de cada município.

A distribuição será dividida por regiões. Os municípios Alagoa Grande, Arara, Belém, Caiçara, Logradouro, Pilões, Serra da Raiz e Solânea compreendem a região 1.

Os municípios de Algodão de Jandaíra, Araruna, Barra de Santa Rosa, Cubati, Cuité, Damião, Nova Floresta, Olivedos, Seridó e Sossego compreendem a região 2.

Já os municípios de Barra de São Miguel, Boa Vista, Cabeceiras, Caraúbas, Congo, Coxixola, São Domingos do Cariri, São João do Tigre, São José dos Cordeiros, Serra Branca, São Sebastião do Umbuzeiro, Santo André, Sumé, Monteiro, Parari e Prata compõem a região 3. Por fim, Juripiranga e Itabaiana, formando a região 4.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.