Vida Urbana

Governo adia início das aulas na rede estadual para 14 de fevereiro

Segundo o secretário de Educação, o adiamento foi necessário para que prestadores de serviços sejam recadastrados. São 424 escolas que dependem de prestadores de serviço.




Da Redação
Com Secom-PB

O início do ano letivo para a rede estadual de ensino foi adiado para o dia 14 de fevereiro. As aulas começariam no dia 3, mas egundo o secretário da Educação, Fernando Abath, este adiamento será necessário devido ao recadastramento dos servidores que trabalham em regime de prestação de serviço nas escolas do Estado.

Das 1.036 escolas do Estado, a Secretaria de Educação identificou 424 que dependem exclusivamente de prestadores de serviço. Além disso, para a decisão do adiamento do início do ano letivo, foi levado em consideração o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre o Governo do Estado e o Ministério Público (MP), que determina o recadastramento daqueles prestadores de serviço essenciais.

"Nós, de comum acordo com o governador, decidimos adiar o início do ano letivo para o dia 14 de fevereiro, para que dessa maneira concluamos o recadastramento dos prestadores de serviço. A decisão foi tomada também após reunião com os gerentes das regionais de ensino”, explicou o secretário Fernando Abath.

Os gerentes das 12 regionais de educação do Estado estão realizando o recadastramento destes servidores para identificar o número exato de prestadores de serviço existentes no Estado. De acordo com o secretário, as informações contidas no recadastramento são importantes, pois através delas será possível diagnosticar a situação das escolas em relação a seus servidores.

Deverão ser mantidos os servidores que trabalham em regime de prestação de serviço há mais de dois anos, conforme o TAC firmado entre o Governo e o MP.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.