Vida Urbana

Frentistas são apreendidos com 180 comprimidos de anfetamina

Medicamento prescrito em tratamentos de emagrecimento é utilizado por caminhoneiros para se manterem acordados por longas horas.



Divulgação/PRF
Divulgação/PRF
Medicamento era vendido aos caminhoneiros em cartelas de 15 comprimidos.

Dois frentistas foram presos na madrugada desta sexta-feira (17) com 180 comprimidos de anfetaminas em um posto de combustível na BR 230, no município de Condado. A apreensão, feita por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi realizada após uma denúncia anônima através do 191.
 
Os comprimidos eram vendidos em cartelas de 15 unidades por R$ 30. De acordo com os frentistas, 20 reais eram repassados ao fornecedor, um caminhoneiro do Ceará que também será investigado.
 
O medicamento é normalmente usado em tratamentos de emagrecimento e só pode ser vendido com prescrição médica. Muitos caminhoneiros, entretanto, usam a droga – popularmente conhecida como ‘rebite’ – ilegalmente para se manterem acordados por longas horas, já que ela atua como estimulante.
 
A utilização do rebite provoca efeitos colaterais que incluem alucinações, agressividade, taquicardia, aumento da pressão sanguínea e sono repentino após o efeito do remédio, o que causa cochilos nos motoristas. Os frentistas deverão ser autuados por tráfico de drogas, crime com penas que variam de 5 a 15 anos de prisão.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.