Vida Urbana

Feira Central de Campina terá aplicativo e novas formas de comercialização

Projeto pretende modernizar as relações de consumo na Feira. 1,2 mil comerciantes receberão treinamento




Fotografia registra a venda de feijão na Feira Central de Campina Grande (Foto: Simone Araújo)

Comerciante vende feijão na Feira Central de Campina Grande (Foto: Simone Araújo)

Um projeto pretende modernizar as relações de consumo e aprimorar a divulgação e as formas de pagamento para 1,2 mil comerciantes da Feira Central de Campina Grande. A iniciativa começou a sair do papel na última sexta-feira (31) e tem a participação da Fundação PaqTcPB, da Visa, do Sebrae e do Procon do município.

As atividades contemplarão desde a atualização da sinalização turística e reformulação do espaço cultural até a criação de um aplicativo e de um site da Feira Central, com um mapa interativo.

Cerca de 1.200 comerciantes locais vão receber treinamento e serão beneficiados com as ações do projeto. De acordo com o Coordenador de desenvolvimento local e gestor do projeto para a Feira Central, Jonnas Costa, “as ações conjuntas irão criar um ambiente atrativo a novos consumidores, modernizar os canais de venda da feira e fortalecer a identidade cultural de um dos nossos maiores patrimônios”.

Cidades do Futuro

Iniciado em 2018 nas cidades de Belém, Campina Grande e Maringá, o programa Cidades do Futuro foi criado pela Visa em conjunto com parceiros e clientes, como emissores, credenciadores e estabelecimentos comerciais, para incentivar o uso dos meios eletrônicos de pagamento em locais onde ainda predomina o uso do dinheiro em papel. Durante os três primeiros meses em que foram realizadas ativações em Belém, Campina Grande e Maringá, houve um crescimento de 20% no volume de uso de cartões Visa nas três cidades, superior ao crescimento médio do País.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.