Vida Urbana

Família autoriza doação de córneas de vítima de acidente no Altiplano

Após autorização, tecido é captado e avaliado. Com resultado negativo para algumas doenças, as córneas são encaminhadas para o Banco de Olhos.




Da Secom-PB

Os familiares de Sandro Gleyristone da Costa Maia, de 39 anos, vítima de um acidente automobilístico no Bairro do Altiplano, em João Pessoa, autorizaram a doação de suas córneas. O paciente morreu a caminho do hospital e, por isso, só foi possível a doação do tecido.

De acordo com a médica Gyanna Montenegro, diretora da Central de Transplantes da Paraíba, a doação de órgãos é possível quando o paciente está internado e ocorre a morte encefálica. “O fígado, o coração e os rins só podem ser doados quando a pessoa está internada e após todos os exames necessários para tal procedimento. No caso desse paciente, ele já chegou ao hospital sem vida e por isso, apenas as córneas são doadas”, explicou.

Após a autorização da família, o tecido é captado e avaliado. O processo se segue com a realização de vários exames. Só depois, com o resultado negativo para algumas doenças, as córneas são encaminhadas para o Banco de Olhos, que funciona no próprio Hospital de Emergência e Trauma.

Transplante

Como se trata de um tecido e não de um órgão, o transplante de córnea é um procedimento simples. As cirurgias são realizadas em ambulatórios e o paciente recebe alta no mesmo dia. O transplante é recomendado em casos de ceratocone (quando a córnea tem um formato cônico), perfurações oculares e distrofia corneana.

Para doar

Para ser um doador de órgãos e tecidos, a pessoa deve expressar esse desejo ainda em vida. Após a morte, o processo deve ser concluído pelos familiares. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Central de Transplante: 3216-5746.

Acidente

Sandro da Costa e mais cinco pessoas foram vítimas de um acidente que ocorreu por volta das 22h30 da terça-feira (25) na avenida panorâmica do Bairro do Altiplano, próximo à Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes.

Três das cinco pessoas morreram, sendo duas no local da colisão. Outras três permanecem internadas no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. As vítimas internadas são Juliana Andrade da Silva, de 17 anos, Josemar Gomes da Cruz, de 19, e uma terceira vítima, registrada apenas como Thainá, de 15 anos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.