Vida Urbana

Faltando a liberação de verbas

Plano de Mobilidade Urbana da capital, também não  foi colocado em prática e não há previsão de quando isso irá acontecer.



Kleide Teixeira
Kleide Teixeira
Plano consiste em abrir corredores exclusivos para ônibus em avenidas movimentadas

O Plano de Mobilidade Urbana também trouxe esperanças para os motoristas de João Pessoa. Porém, assim como o ‘Caminho Livre’, o plano ainda não se tornou realidade. Para evitar eufemismos, não há nenhuma previsão para que o Plano de Mobilidade Urbana seja colocado em prática. O superintendente Nilton Pereira declara que a prefeitura aguarda liberação de verbas do Ministério das Cidades há vários meses para começar as obras.

A ideia da prefeitura é a implantação do sistema de transporte metropolitano integrado com o sistema de ônibus urbanos de João Pessoa. “Com esse plano, os ônibus teriam faixa exclusiva e prioridade no semáforo”, explica.

O plano consiste em abrir corredores exclusivos para ônibus em avenidas movimentadas como Epitácio Pessoa, Dois de Fevereiro, Pedro II, Cruz das Armas, etc. “O nosso objetivo é priorizar o transporte público”, comenta. Além disso, terminais de integração seriam colocados em bairros da periferia. “Com isso, poderíamos conseguir a migração dos automóveis para o transporte coletivo”, frisa.

De acordo com Nilton Pereira, o plano foi anunciado e a resposta está sendo aguardada desde julho de 2011. “Temos uma promessa de receber resposta em breve, mas é só uma promessa”, afirma o superintendente.

Enquanto isso não acontece, conforme Pereira, os problemas continuam e as melhorias não são realizadas. “Temos ações de curto, médio e longo prazo, mas não podemos implantar nada por conta própria”, comenta.

O crescimento da frota de veículos de forma acelerada preocupa as autoridades de trânsito da capital. “Em apenas um ano, mais de 100 mil veículos entraram em circulação”, destaca o superintendente.

Na avaliação de Pereira, quanto mais pessoas optarem pelo ônibus, menos congestionamentos haverá nas ruas. A expectativa é que a capital paraibana receba cerca de R$ 200 milhões para investir em projetos de melhorias para o trânsito.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.