Vida Urbana

Ex-presidiário é executado e jovem fica ferido no Sertão

 Vítima já estava sendo ameaçada desde que foi presa em uma operação da Polícia Federal, no ano de 2008.




A Polícia Civil já tem uma linha de investigação precisa e o nome de alguns suspeitos no homicídio que vitimou o ex-presidiário Tiago Gomes da Silva, 28 anos. O crime aconteceu na tarde de segunda-feira (25), no centro da cidade de São Bento, no Sertão paraibano. A vítima foi um dos 25 homens presos durante uma operação contra pistolagem realizada no ano de 2008.

Segundo o delegado Homero Perazo, Tiago foi morto por volta da 14h30. Ele estava sentado em frente a uma oficina quando foi surpreendido por dois homens armados em uma moto de cor preta. Os acusados já chegaram atirando e Tiago ainda tentou correr, mas foi baleado e executado com tiros na cabeça, pescoço, tórax e pernas. 
 
Ainda de acordo com o delegado, a vítima já vinha sendo ameaçada. “O crime foi uma execução clara e com fortes indícios de pistolagem. Os acusados foram determinados para matar a vítima e pela quantidade de tiros queriam ter a certeza de que ele não sobreviveria”, disse o delegado. 
 
Segundo a Polícia Civil foram efetuados mais de 15 disparos de revólver calibre 38 e pistola ponto 40. Durante o tiroteio um jovem identificado como Glauber Garcia da Silva ficou ferido e foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trama de Campina Grande, mas não corre risco de vida. 
 
Operação Rede Marginal
 
Em janeiro de 2008 a Delegacia de Polícia Federal de Patos,  Polícia Rodoviária Federal, COT – Comando de Operações Táticas da PF do distrito Federal e Polícia Militar da Paraíba, conseguiu  25 pessoas acusadas de formarem uma rede de tráfico de armas, drogas, assaltos e pistolagem. Várias armas e drogas fora apreendidas e  Tiago Gomes da Silva foi um dos presos nessa ação.
 
A operação aconteceu  nas cidades de São Bento, Catolé do Rocha, Pombal, Sousa, Patos e João Pessoa, além de Orós e Icó, ambas no Ceará e nas capitais Florianópolis-SC e São Paulo-SP. Cerca de 90% dos detidos foram presos em São Bento, conhecida como a cidade das redes de dormir, por isso a denominação de Rede Marginal, onde a maioria dos envolvidos tem como atividade lícita o comércio desse produto. A Polícia tinha em suas mãos 26 mandados de prisão e 34 de busca e apreensão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.