Vida Urbana

Estabelecimento comercial é interditado em Cabedelo por risco de explosão

Trabalho foi realizado pelo Procon dentro da Operação “Festa Segura”.




Foto: divulgação/procon-pb

Um estabelecimento comercial foi interditado neste domingo (13), em Cabedelo, na Grande João Pessoa, por oferecer risco de explosão em sua central de gás, além de outras infrações de manipulação de alimentos. A autuação foi feita pela Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB) como parte da Operação “Festa Segura”, que vem sendo realizado em estabelecimentos em todo o estado.

Na ação conjunta com Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e Policia Militar, neste fim de semana em Cabedelo, os bares e restaurantes da cidade de Cabedelo foram visitados, nos quais foram constatadas diversas irregularidades.

O Procon-PB também emitiu autos de notificação, por constatar o funcionamento em dissonância com a legislação vigente, como falta de precificação em cardápio, formas de pagamento expostas, quais as bandeiras aceitas no estabelecimento, funcionários sem máscaras, entre outras.

A Vigilância Sanitária verificou irregularidades nos estabelecimentos visitados, como alimentos com data de validade vencida sendo oferecido para consumo, alimentos mal acondicionados, molhos guardados em embalagens de produtos de limpeza, não fornecimento do álcool em gel, não verificação de temperatura e não sinalização em ambientes.

Já o Corpo de Bombeiros verificou as não conformidades relativas ao alvará de funcionamento, extintores ausentes ou com prazo de validade vencido.

A operação iniciou-se no último sábado (12) e, segundo o Procon-PB, continuará até o final do ano de forma intensa. “Alertamos a todos os fornecedores e consumidores de suas responsabilidades, e vamos juntos fazer uma festa mais segura neste final de ano. Por isso o Procon-PB faz um chamamento da sociedade civil para participar dessa ação, com denúncia, em especial às normas da pandemia como aglomeração e o não cumprimento das normas sanitárias”, destacou a superintendente da Autarquia, Késsia Liliana Cavalcanti.

Reclamações ou denúncias podem ser feitas através do número 151, pelo whatsapp (83) 98618-8315, pelo Instagram @proconpb e no site procon.pb.gov.br, destaca a superintendente do órgão. “O nosso dever quanto órgão do consumidor é também fiscalizar de forma que seja cumprida a Lei na sua integralidade e os consumidores sejam respeitados conforme as normas do Código de Defesa do Consumidor”, concluiu.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.