Vida Urbana

Entidades devem se habillitar para concorrer ao Conselho de Igualdade Racial

Entidades de classe devem se habilitar até o dia 3 de março para concorrer as eleições que definirá representantes do conselho.



Felipe Gesteira
Felipe Gesteira
Documentação das entidades e organizações civis devem ser entregues no Paço Municipal, na Coordenadoria da Igualdade Racial

As entidades e organizações da sociedade civil devem se habilitar, a partir desta quarta-feira (15), para participar da eleição que definirá os representantes do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), no biênio 2017/2018. O conselho será consituído por representantes da Prefeitura de João Pessoa, dos dos movimentos de mulheres negras, juventude negra, comunidades quilombolas, povos indígenas, povos tradicionais de terreiros, além dos movimentos sociais negros, de cultura negra, de capoeira e de saúde da população negra.

O edital e resolução das eleições da Compir estabelece o prazo até 3 de março para que entidades, organizações e movimento de âmbito Municipal apresentem pedido de habilitação dos seus representantes perante a Comissão Eleitoral, que deverá ser entregue na sede da Coordenadoria da Igualdade Racial, localizada no Paço Municipal.Este pedido deve ser feito em formulário próprio, assinado pelo representante legal da entidade ou organização ou por um de seus representantes legais, sendo obrigatório o preenchimento de dados como endereço completo, telefone, fax, endereço eletrônico, pessoa de referência para comunicação, em tempo hábil, com a entidade ou organização.
 
Também deve constar no pedido cópia da ata de eleição e posse da atual diretoria; declaração de funcionamento, assinado pelo representante legal da entidade, organização, movimento ou grupo, conforme modelo; cópia do estatuto da entidade ou organização em vigor, devidamente registrado; instrumento de declaração do representante legal, autorgando poderes ao mandatário para representar a entidade ou organização na Assembleia de eleição junto à Comissão Eleitoral, até 24h antes do pleito, não se aplicando, neste caso, o prazo disposto no caput; CNPJ atualizado (para entidades e organizações devidamente constituídas).
 
O Compir está previsto lei municipal 13.048, sancionada pelo prefeito Luciano Cartaxo, e é formado por um órgão colegiado de caráter consultivo, deliberativo e fiscalizador, que integra a estrutura básica da Coordenadoria Municipal de Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial.
 
O Conselho será constituído por 18 conselheiros titulares e 18 suplentes, com representantes da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), dos movimentos de mulheres negras, juventude negra, comunidades quilombolas, povos indígenas, povos tradicionais de terreiros, além dos movimentos sociais negros, de cultura negra, de capoeira e de saúde da população negra.
 
Compir
 
É objetivo do Conselho combater o preconceito e a discriminação racial; reduzir as desigualdades raciais, inclusive no aspecto econômico e financeiro, social, político e cultural; ampliar o processo de controle social; garantir a efetivação de políticas públicas de promoção de igualdade racial; a defesa dos direitos étnicos individuais, coletivos e difusos; e o combate à discriminação e às demais formas de intolerância étnica, da população, garantindo ações concretas de reparação e justiça social a população negra, povos e comunidades tradicionais e outras etnias.
 
O Compir ainda atuará na formulação de diretrizes e promoção em todos os níveis da administração pública; participará da elaboração de critérios e parâmetros para a formulação e implementação de metas e prioridades, nos âmbitos do poder executivo; proporá estratégias de acompanhamento, avaliação e fiscalização, bem como a participação no processo deliberativo de diretrizes das políticas de promoção da igualdade racial, entre outras atribuições.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.