Vida Urbana

Enem acontece neste domingo em cidades paraibanas

Portões abrem no estado às 11h; para facilitar, linhas de ônibus terão reforços e trânsito sofrerá alterações. 




Os candidatos que vão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (5) devem ficar ao horário de abertura dos portões, que será às 11h (meio-dia no horário de Brasília). No próximo dia 12, haverá a segunda etapa da prova.

Conforme o Inep, nenhum candidato pode entrar depois do fechamento dos portões. Para evitar atrasos e facilitar o acesso, vai haver reforços nas linhas de ônibus de João Pessoa e Campina Grande, além de mudanças no trânsito.

Em João Pessoa, 37 linhas de ônibus vão ser reforçadas com 47 veículos a mais circulando em relação à frota tradicional de domingo. A partir das 9h e, até as 10h, cada linha fará uma viagem extra, totalizando 160 viagens a mais em uma hora, o que vai proporcionar mais facilidade de deslocamento aos locais de prova dos que vão se submeter ao exame. Os dados são da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP).

Em Campina Grande, a frota vai circular como em um dia útil, com todas as frotas completas das 10h às 13h e das 16h30 às 18h30, horários considerados de maior movimento para as provas. OS dados são da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP).

Para facilitar o fluxo dos veículos, o trânsito vai ser organizado por 50 agentes e o trabalho começa às 7h, espeicalmente em locais onde deve ser registrado grande fluxo de veículos e pedestres, como o campus da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Unipê, Lyceu Paraibano, Geo (Rui Carneiro). A Avenida Monsenhor Walfredo Leal, em Tambiá, concentra três locais de provas e, por isso, também deve receber reforço.

Os pontos de maior fluxo de veículos em Campina Grande também vão ser monitorados, especialmente na região da UFCG, UEPB, Faculdade Maurício de Nassau, Facisa e Unesc, além de colégios onde haverá provas. Agentes de trânsito vão monitorar e orientar o fluxo nestes locais a partir das 11h.

Esquema de segurança

Neste ano, a Polícia Militar da Paraíba vai utilizar 1.500 policiais e 320 viaturas no esquema montado para o exame. O efetivo da PM teve um acréscimo de 100 policiais em relação ao ano anterior uma vez que as provas passaram a ser realizadas em dois domingos — nos anos anteriores, elas aconteciam em dois dias seguidos.

O que levar

É obrigatório ter uma caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente. Qualquer outro tipo de material ou cor de caneta é proibido e desclassifica o candidato. Além disso, é necessário portar um documento oficial de identificação original com foto. Dentre os documentos aceitos estão:

– Passaporte
– Cédula de identidade (RG)
– Certificado de Reservista
– Carteira Nacional de Habilitação
– Certificado Dispensa de Incorporação
– Carteira de Trabalho e Previdência Social
– Identidade Funcional em consonância com Decreto 5.703/06
– Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classe
– Identidade para estrangeiros expedida pelo Ministério da Justiça
– Caso você tenha perdido ou teve o documento roubado, será necessário apresentar um Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação. É aconselhável levar o Cartão de Confirmação de Inscrição.

Proibido

Alguns materiais não podem estar na sala de avaliação durante a aplicação do exame. São ele: lápis; chaves; livros; manuais; borracha; anotações; boné; chapéu; viseira; gorro ou similares; fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens; impressos; lapiseira; óculos escuros; caneta de material não transparente; dispositivos eletrônicos. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.