Vida Urbana

Empresária suspeita de matar o marido em Sapé vai ficar em prisão domiciliar

Taciana Ribeiro Coutinho foi presa neste sábado (11) e alegou legítima defesa.




Foto: arquivo pessoal/Instagram

A empresária Taciana Ribeiro Coutinho, suspeita de matar o próprio marido, na cidade de Sapé, foi presa na tarde deste sábado (11). Ela foi ouvida na Central de Polícia de João Pessoa, mas a prisão preventiva acabou sendo convertida em prisão domiciliar pela Justiça. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa da Polícia Civil.

De acordo com a Polícia Civi., Taciana foi ouvida pelo delegado Reinaldo Nóbrega. Durante o interrogatório, ela disse que agiu em legítima defesa e que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal. O marido de Taciana, Helton Pessoa, foi baleado quatro vezes.  A arma usada no crime já foi apreendida.

No mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça a pedido da Polícia, o juiz converteu a permanência da mulher em unidade prisional em prisão domiciliar . 

Após ser ouvida, ela foi submetida a exames de corpo de delito e levada a um presídio, para receber uma tornozeleira eletrônica, para ser monitorada em casa.

A Polícia Civil disse que vai tomar depoimento de amigos e familiares e aguardar a conclusão da perícias. O corpo de Helton Pessoa foi velado e sepultada neste sábado (11), em Arara, no Brejo da Paraíba.

Violência doméstica

O advogado Genival Veloso, que representa Taciana, disse que há um histórico de violência doméstica de Helton, que teria um processo por agredir a ex-mulher, e que agrediu Taciana na sexta-feira (10), antes de morrer. A família de Elton nega o histórico de violência dele.

Entenda o caso

Segundo informações da Polícia, o crime aconteceu na tarde desta sexta-feira (10), em uma fazenda localizada no município de Sapé, no Brejo da Paraíba, após uma discussão entre o casal. Segundo informações da Polícia Militar, o casal morava em João Pessoa, onde a mulher é empresária, e se isolou em um imóvel na zona rural devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Ainda conforme a PM, o crime teria sido motivado por uma discussão que aconteceu entre o casal por volta das 16h. A vítima estava no banheiro quando foi atingida pela suspeita, que usou uma pistola do companheiro para atirar contra ele.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.