Vida Urbana

Empresária é baleada e morre durante assalto em CG

Célia Cirne chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.



Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Após ser baleada, Célia perdeu o controle do carro e atingiu outro veículo

Uma empresária de 69 anos morreu após ser baleada durante um assalto no sábado (24) no Centro de Campina Grande. Segundo a Polícia Militar, Célia Márcia Santos Cirne, estava saindo de um estacionamento quando foi abordada pelos suspeitos. Ela era irmã do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), desembargador Cláudio Santos.

O caso foi registrado no início da tarde, na Rua Getúlio Vargas. A empresária estava saindo do estacionamento quando foi abordada por dois homens em uma moto. Segundo a PM, a dupla anunciou o assalto e em seguida atirou contra a mulher, que foi atingida na cabeça.

"Ela ficou um pouco assustada e eles entenderam como se fosse uma reação e atiraram. Do local foi levado a bolsa da vítima com objetos pessoais", disse a tenente Rafaela Rotundano, da Polícia Militar.

Após ser baleada, a empresária perdeu o controle do carro e atravessou a rua, atingindo outro veículo que seguia pelo local. "Não tinha como eu parar e pensei até que não tinha motorista no carro, ai quando eu passei, que vi, eu brequei e quando bati, que o rapaz correu, ai disse que tinha uma pessoa baleada", explicou o motorista, o autônomo Joab Rodrigues.

Ainda de acordo com a PM, a mulher chegou a ser socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante o atendimento.

A Polícia Civil investiga o caso e segundo o delegado Cláudio Manoel, as imagens das câmeras de segurança dos estabelecimentos próximos ao local do crime foram solicitadas para tentar identificar a dupla. "Por enquanto trata-se de um latrocínio tentado, onde segundo testemunhas os pertences dela foram levados e ela foi atingida por um tiro", completou o delegado.

O corpo de Célia Cirne foi enterrado por volta do meio-dia deste domingo (25) no Cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande.

(Atualizada às 14h)


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.