Vida Urbana

Educação atinge meta do Ideb

Na primeira fase do ensino fundamental, a cidade registrou média de 3.9, quando a meta projetada pelo MEC era de 3.2.




A educação, principal atrativo da cidade e que a tornou conhecida nacionalmente, atingiu a meta projetada para 2011 pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Ministério da Educação. Na primeira fase do ensino fundamental, a cidade registrou média de 3.9, quando a meta projetada pelo MEC era de 3.2. Já na fase final, a média da cidade foi de 3.0, ultrapassando a meta projetada, que era de 2.9. Contudo, a cidade ficou atrás da média do Estado, de 4,3 na fase inicial e 3,4 nas séries finais.

Já os índices da Prova Brasil e do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que têm o objetivo de avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro, mostraram que Cajazeiras necessita de maior investimento no ensino público. Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, a cidade amargou nível 2 em Língua Portuguesa, em uma escala que varia de 0 a 9, e nível 3 em Matemática, em uma escala que varia de 0 até 12 . Quando avaliados os anos finais, os estudantes obtiveram um conhecimento avaliado no nível 4 em Língua Portuguesa e Matemática.

Atualmente, Cajazeiras conta com quatro faculdades e 22 cursos superiores, o que atrai a cada dia novos estudantes, impulsionando o mercado imobiliário. Conforme o Censo do IBGE, em 2010, foram locados 4.871 imóveis em Cajazeiras.

Para o historiador José Antônio Albuquerque, a educação continua sendo o principal patrimônio da cidade, que atualmente atende a mais de 20 mil alunos. “Tudo isso aconteceu em virtude da semente plantada em educação, pelo padre Rolim”, frisou José Antônio.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.