Vida Urbana

Dos 117 postos de gasolina, 75 foram fiscalizados e notificados, em João Pessoa

Denúncias são por preços abusivos e outros tipos de irregularidades.




Ação de fiscalização do Proncon-PB em postos de gasolina

Durante fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), 75 dos 117 postas de gasolina já foram notificados para que apresentem as cinco últimas notas fiscais de compra do produto que justifiquem os aumentos nas bombas. A ação do Procon-JP ouviu denúncias de postos praticaram algum tipo de irregularidade.

O secretário do Procon-JP, Helton Renê, informa que os números dos postos em funcionamento mudam a todo momento. “Não tem como termos números precisos porque o panorama muda a todo instante. Um posto que estava em pleno funcionamento no início da manhã pode ficar sem combustível à tarde, ou quem não tinha gasolina ontem, pode ter conseguido reabastecer as bombas hoje. Nossa equipe está na rua diuturnamente para, principalmente, verificar se há ocorrências de irregularidades”, afirmou.

O secretário salienta que não tem como monitorar os locais onde existe o combustível porque, mesmos os postos que estão conseguindo reabastecer estão vendendo o produto rapidamente. “As filas nos postos estão quilométricas. Um tanque que comporta 50 mil litros pode se esvaziar em questões de horas. Por isso, o consumidor deve ficar atento para verificar onde tem disponível o combustível que costuma usar”, disse Renê.

Fiscalização continua

O secretário afirma que a fiscalização nos postos vai continuar até que tudo esteja na normalidade. “Nossa equipe de fiscalização vai continuar a percorrer os postos para garantir que não ocorram irregularidades e abusividades. Quem for pego, de alguma forma, se aproveitando da situação, será punido. Os postos que forem autuados terão um prazo de dez dias para procederem a defesa”.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.