Vida Urbana

Dom Marcelo Carvalheira é sepultado na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves

Sepultamento aconteceu no final da tarde desta segunda (27), após missa no local.



Marcelo Lima
Marcelo Lima
Fieis, religiosos e autoridades carregam o caixão de Dom Marcelo na tarde desta segunda (27)

O arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Pinto Carvalheira, foi sepultado no final da tarde desta segunda-feira (27) na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, no Centro de João Pessoa. O sepultamento aconteceu após missa realizada no local, que contou com a presença de fieis, religosos e autoridades. O corpo de Dom Marcelo está perto da entrada e junto ao túmulo de Dom Epaminondas.

Segundo o novo arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, o que fica é a marca que Dom Marcelo deixou no estado e a lembrança de um bom bispo, que está no coração dos paraibanos. 

"Por um lado é um sentimento de tristeza com a partida de Dom Marcelo para a casa do pai, mas por outro lado fica no nosso coração a semente boa que ele plantou de evangelização. Seu lema episcopal é evangelizar, sua vida foi para isto e foi um testemunho vivo do evangélio – o seu jeito fraterno, meigo, sensível, acolhedor, preocupado com os pobres, com os problemas dos menos desfavorecido", afirmou

"Ele construiu como bispo de Guarabira e como arcebispo da Paraíba uma condição de vida, de fé melhgor para aqueles que ele conseguiu atingir, com a palavra e com a caridade generosa que ele exerceu durante todo o episcopato", acrescentou Dom Delson.

Centenas de pessoas movimentaram a Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, desde a manhã. Além da população, políticos e nomes importantes da Igreja Católica do Estado estiveram na solenidade para reverenciar o religioso. Depois de ser velado em Pernambuco e em Guarabira, no Agreste, o corpo chegou à capital paraibana por volta das 9h30 desta segunda. 

Falecimento

O arcebispo emérito da Paraíba morreu na noite do último sábado (25) no Recife. A causa da morte não foi divulgada, porém, conforme a Arquidiocese, o religioso vinha bastante doente – já estava com a saúde muito debilitada, também por causa da idade. Ele morreu indo para o hospital, ainda no carro que o conduzia. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.