Vida Urbana

Dom Delson critica nudez em museu e ideologia de gênero: ‘quer acabar com a família’

Arcebispo Metropolitano da Paraíba abriu o evento Luau das Tribos na noite desta sexta (13), em João Pessoa.



Ministério de Comunicação/Comunidade Shalom
Ministério de Comunicação/Comunidade Shalom

“Não pode ser chamado de arte”. Foi assim que o Arcebispo Metropolitano da Paraíba, Dom Delson, se referiu ao que ele chamou de “coisas absurdas que são chamadas de arte” durante a homilia da missa de abertura do Luau das Tribos na noite desta sexta-feira (13), na praia de Tambaú, em João Pessoa.

Para ele, as recentes obras de exposições que geraram polêmica e debate sobre pedofillia não têm nada do “belo e luminoso que elevam e a vida humana”.

Celebrando a missa com uma grande assembleia que acompanhou nas areias da praia, Dom Delson também criticou a ideologia de gênero que, na opinião dele, “tem um objetivo muito claro: acabar com a família”.

Ele defendeu que, “destruindo a família, se tira todas as referências e segurança, o ser humano fica fragilizado, sem o cuidado necessário, torna-se dado ao consumismo, à dominação das modas que vêm e que passam”.

Chamando os presentes a viverem a “alegria verdadeira”, Dom Delson convocou: “meus irmãos, prestemos atenção ao que está acontecendo no nosso mundo, este movimento contra a família, contra a vida”. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.