Vida Urbana

Dois presos fogem da cela do Hospital de Trauma de Campina Grande

Segundo a unidade hospitalar, os detentos serraram as barras de ferro e fugiram. 



Jackson Rondineli/TV Paraíba
Jackson Rondineli/TV Paraíba
Detentos usaram os lençóis das camas para descer o prédio de 5 metros

Dois detentos fugiram da cela do centro cirúrgico do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, na noite de sexta-feira (13). Segundo as informações preliminares da unidade hospitalar, os presos conseguiram serrar as grades e fugiram usando lençóis. Diretor do presídio onde os presos cumpriam pena não soube informar como os detentos conseguiram a serra.

Segundo informações da supervisão do Trauma, os presos foram identificados como, José Nildo Correia de Araújo, 34 anos e Lani Gefferson Pereira de Amorim, 24 anos. A unidade informou que eles estavam detidos na Penitenciária Raimundo Asfora, conhecida por ‘Serrotão’. O Trauma informou, ainda, que o caso aconteceu por volta 23h30 e que os presos conseguiram serrar duas barras de ferro da janela e fizeram uma corda com os lençós da cama para descer cerca de cinco metros de altura. Os detentos pularam o muro do hospital e fugiram.

O diretor-adjunto do Serrotão, Queiroz Júnior, informou que outros três detentos estavam com os presos que fugiram, mas permanecem no hospital. O diretor explicou que vai investigar como os presos conseguiram a serra usada na fuga.

A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou entrar em contato, por telefone, com o comandante da Polícia Militar, o major Gilberto Felipe, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.