Vida Urbana

Diretor do IPC responde críticas da Aspol sobre problemas nos IMLs

Antônio Albuquerque Toscano rebate as críticas e defende as instalações das unidades do Instituto Médico Legal da Paraíba. Diretor ainda aproveitou para convidar imprensa a conhecer prédio.




Da Redação
Com informações da Secom-PB

O diretor do Instituto de Polícia Científica da Paraíba, Antônio Albuquerque Toscano, rebateu no final da tarde da quinta-feira (18) as críticas publicadas em nota pela Associação dos Policiais Civis (Aspol), atribuídas a supostos funcionários do instituto e convidou a imprensa a visitar o IPC na manhã desta sexta-feira (19).

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado, o diretor teria dito que a nota publicada pela Aspol revela uma “total falta de desconhecimento da realidade do IPC uma vez que, alguns problemas de fato existentes, mas que já estão sendo solucionados, foram atribuídos a locais diferentes de onde acontecem”.

Segundo Toscano, os problemas estruturais dos alojamentos da unidade do IPC de Campina Grande afetaram o alojamento dos peritos e não dos permanentes, conforme diz a nota, que “insinua discriminação de servidores por parte da direção”.

Outro item considerado como “grotesco” pelo diretor foi a denúncia de falta de luvas cirúrgicas nas unidades. “Nunca trabalhamos sem esse tipo de material, inclusive recebemos recentemente um lote dessas luvas”, comentou.

Sobre as rachaduras do prédio de Campina Grande, o setor de engenharia da Secretaria da Segurança informou que está aguardando um laudo do Conselho Regional de Engenharia (CREA) para poder dar início às obras em caráter emergencial. O diretor defende que os problemas estruturais no prédio não teriam afetado as atividades da unidade nem provocado interdição.

Com relação à unidade de Guarabira, os engenheiros da Secretaria informaram que a reforma depende do resultado da licitação, uma vez que o serviço de engenharia foi feito e o projeto e a planta do novo prédio existem.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.