Vida Urbana

Dia da Greve Geral mobiliza milhares em João Pessoa e paralisa serviços

Mobilização tem como motivo pacote de reformas da Previdência e Trabalhista proposto pelo presidente Michel Temer.



Marcelo Lima
Marcelo Lima
Conforme os organizadores, cerca de 20 mil pessoas participam de forma rotativa

A sexta-feira (28) foi marcada por manifestações em 55 cidades da Paraíba, como parte do Dia da Greve Geral, que aconteceu em todo o país. Os atos, que afetaram inúmeros serviços, tiveram como motivo o pacote de reformas da Previdência e Trabalhista proposto pelo presidente Michel Temer.

Em João Pessoa, a manifestação teve concentração no Ponto Cem Réis. Conforme os organizadores, cerca de 20 mil pessoas participam de forma rotativa. A Polícia Militar, no entanto, informou que não iria divulgar a estimativa. O protesto chegou ao fim por volta das 17h45.

Representates de diversas categorias estiveram no ato, que contou com um palco, em puderam se manifestar ao lado de artistas do estado, membros da Arquidiocese da Paraíba, da Justiça do Trabalho e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB).

O protesto contou, ainda, com a adesão de tribos indígenas; Movimento Sem Terra (MST); religiosos; partidos políticos; movimentos sociais, como de estudantes, LGBTs, negros e mulheres; e integrantes da sociedade civil organizada, como associações de bairro.

Não foram registradas ocorrências graves durante os atos desta desta sexta. De acordo com a PM, o órgão acompanhou a manifestação e garantiu o livre direito dos manifestantes, realizando apenas a proteção das pessoas e do patrimônio. Ainda conforme a PM, a todo momento os policiais dialogaram com os cidadãos, contribuindo para a liberação dos pontos de bloqueio nas vias.

Transporte

Os ônibus e trens não funcionaram durante toda a manhã. Os coletivos só voltaram a circular em João Pessoa por volta das 13h30, segundo informações repassadas pela a Superintedência de Mobilidade Urbana (Semob). 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.