Vida Urbana

Desidratação também é sintoma de insolação

Queimaduras e desidratação são principais sintomas de insolação, filtro solar e ingestão de líquidos são recomendados.




A exposição do corpo ao sol gera consequências graves. A insolação provoca queimaduras e até mesmo a desidratação. A primeira gera uma sensação de desconforto porque aumenta a temperatura corporal, pode chegar a 42 graus e causa falha no mecanismo de transpiração. Além disso, a pele fica seca e quente, o pulso, acelerado e a respiração, fraca.

De acordo com a dermatologista Carla Marsicano, a dica para evitar a insolação na praia é utilizar protetores solares número 30 antes de se expor ao sol, beber muita água e sucos de fruta, não ficar exposto das 10h às 15h, e se estiver na água, passe o protetor a cada duas horas. “Mas é importante lembrar que uma insolação pode ocorrer mesmo fora da praia. Portanto se estiver exposto ao sol deve-se tomar os mesmos cuidados que se estivesse na praia”, recomendou.

Outra recomendação é com as crianças. Elas são mais vulneráveis ao sol. A especialista explicou que a pele é mais fina e o sistema imunológico não está completamente formado, por isso há mais chances de queimaduras solares neste grupo. “A preferência é para a sombra e o uso de roupas protetoras, chapéus e o uso de filtros físicos como dióxido de titânio e óxido de zinco com FPS 50”, observou.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.