Vida Urbana

Cut quer apoio da AL para negociar redução de 5% na taxa de energia

Movimento promete protestos caso a AL-PB não se pronuncie até a próxima segunda-feira (27).




Da Redação
Com assessoria da CUT

A Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT/PB), solicitou ao presidente Arthur Cunha Lima (PSDB), o apoio da Assembléia Legislativa para negociar uma redução de 5% na tarifa da energia elétrica com a Energisa.

A solicitação foi assinada por diversas entidades da sociedade civil e do setor produtivo, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Paraíba (OAB-PB), Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), Centro das Indústrias da Paraíba (CIEP), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), além de representações do agronegócio no Estado.

CPI – De acordo com Marcos Henriques Silva, secretário geral da CUT/PB, se até a próxima segunda-feira (27) não houver nenhuma resposta por parte do presidente da Assembléia, as entidades irão protestar pela instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da energia elétrica.

O sindicalista explicou que a solicitação foi entregue na última quinta-feira. A CPI da energia elétrica foi proposta pelo deputado estadual Rodrigo Soares (PT), e já tem a assinaturas de adesão suficientes para a sua instalação.

“O nosso objetivo é tentar reverter este aumento, que onera ainda mais o consumidor. A adesão das entidades ligadas ao setor produtivo reforçam que este reajuste está sendo prejudicial para todos, inclusive com a possibilidade de demissões”, destacou Marcos Henriques.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.