Vida Urbana

CRM-PB revoga interdição de hospital em Soledade após diretoria garantir escala de médicos

Em fiscalização na manhã desta terça-feira (02), Conselho encontrou hospital sem médicos.




Após a fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) constatar a falta de médicos no Hospital Municipal de Soledade e promover a interdição ética, a diretoria técnica da unidade de saúde apresentou a escala médica para este mês de junho, na tarde desta terça-feira (02). Com isso, o CRM-PB revogou a interdição que teria início a meia noite.

A equipe de fiscalização do Conselho esteve no hospital na manhã desta terça-feira e, na ocasião, não havia nenhum médico no local, apesar de dois pacientes internados.

“Já checamos as informações contidas na escala médica e achamos mais prudente anular a interdição anunciada hoje pela manhã. Estamos em um momento difícil, de pandemia, e não podemos deixar a população desassistida”, afirmou o diretor de fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa.

Ele explicou que, segundo a diretoria do hospital informou, um dos médicos da unidade de saúde não pôde trabalhar esta manhã por motivo de doença. Além disso, a médica que trabalhou até às 7h da manhã, saiu antes que chegasse outro plantonista. “Um hospital não pode ficar sem médicos, é inadmissível. Por isso, o CRM-PB abrirá uma sindicância para apurar a falta de assistência aos pacientes nesta terça-feira”, afirmou o diretor de fiscalização do CRM-PB.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.