Vida Urbana

CRM-PB interdita USF Cruz das Armas por risco à saúde dos médicos

Alguns médicos têm que levar equipamentos para realizar os atendimentos.




Foto: divulgação/CRM-PB

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) realizou, na manhã desta quarta-feira (27), a interdição ética na Unidade de Saúde da Família (USF) de Cruz das Armas V, em João Pessoa. Os médicos estão impedidos de trabalhar a partir das 0h desta quinta-feira (28) e devem ir até que as inconformidades apontadas pelo conselho, que ferem o Código de Ética Médica, sejam sanadas.

Segundo o CRM, a unidade de saúde apresenta precárias condições de atendimento à população, com sala de vacinação imprópria (sem ar condicionado), paredes com mofo, falta de material, com alguns médicos tendo que levar equipamentos para realizar os atendimentos. Além disso, os consultórios médicos ficam expostos, com a porta aberta, já que não há ventilação, desrespeitando o sigilo profissional durante a consulta.

A avaliação que resultou na decisão de interdição foi realizada através da visita do diretor do Departamento de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, e pela promotora Jovana Tabosa do Ministério Público Estadual.

A não oferta de condições de trabalho adequadas para o exercício profissional dos médicos e que também prejudicam a saúde dos profissionais e pacientes devem ser resolvidas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da sua Secretaria de Saúde.

Resposta da SMS

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa esclarece que a Unidade de Saúde da Família (USF) Cruz das Armas V, localizada na Rua Benjamin Lira, funciona atualmente em prédio alugado e está em fase de mudança para um outro prédio, também alugado, que será inaugurado na próxima semana, com a perspectiva de otimizar os atendimentos aos usuários e oferecer uma melhor estrutura para os profissionais. A princípio a prefeitura chegou a informar que este novo prédio seria próprio, mas a informação foi corrigida às 16h20. Portanto, o objeto da interdição ética do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) está prejudicado.

Por fim, a SMS reafirma o compromisso com a população, garantindo a assistência aos usuários da rede municipal de saúde.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.