Vida Urbana

CRM-PB interdita eticamente única UBSF de Lastro após médica ser assediada

De acordo com o órgão, uma médica estava sendo assediada por um paciente há quatro meses e nenhuma providência foi tomada.




O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente, nesta sexta-feira (28), a Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Maria Abrantes Ferreira, que fica no município de Lastro, no Sertão da Paraíba. Conforme o órgão, a interdição aconteceu por conta da suspeita de um caso de assédio a uma médica que trabalha no local.

A UBSF interditada pelo CRM é a única unidade de saúde do municípios, que possui cerca de 2,7 mil habitantes. Para o CRM o local não possui segurança suficiente tanto para os pacientes que utilizam os serviços quanto para os funcionários.

De acordo com o diretor de fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, uma médica estava sendo assediada por um paciente há cerca de quatro meses sem que nenhuma providência protetiva tenha sido tomada, mesmo havendo denúncia à polícia e ao Ministério Público.

Ao JORNAL DA PARAÍBA a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde de Lastro informou que não foi notificada pelo conselho sobre o caso, e deve emitir um posicionamento oficial quando obter maiores informações. A unidade estará interditada a partir das 0h deste sábado (29).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.