Vida Urbana

CRM-PB interdita eticamente duas unidades de saúde em Bayeux

A interdição ética tem início à zero hora desta terça-feira (13).




Unidade de Saúde da Família do centro de Bayeux é uma das interditadas pelo CRM. Foto: ascom/CRM-PB

Dois postos de saúde da família (PSF) de Bayeux, na região Metropolitana de João Pessoa, foram interditados eticamente, nesta segunda-feira (12), pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB). As duas unidades – UBS Baralho e Centro I – apresentam problemas estruturais graves, como infiltrações, mofos nas paredes, teto com risco de desabar, entre outras inconformidades, segundo o CRM. A interdição ética tem início à zero hora desta terça-feira (13).

“Na UBS Baralho, a médica já estava atendendo na sala de triagem, por causa do excesso de infiltração e mofo no consultório. Não é possível prestar um atendimento adequado nessas condições. É um prejuízo tanto para os médicos quanto para os pacientes”, destacou o diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa.

A fiscalização na UBS Centro I identificou ainda problemas de esgotamento sanitário no banheiro.

Segundo a assessoria do Conselho, as interdições éticas realizadas pelo CRM-PB impedem, exclusivamente, o médico de atender nas unidades de saúde. A medida tem o objetivo de preservar a dignidade do atendimento médico à população e a segurança.

O Secretário Municipal de Saúde de Bayeux, Gilliard Abrantes, informou que a prefeitura já iniciou a reforma das unidades básicas de saúde do município e que as que foram fiscalizadas pelo CRM nesta segunda-feira vão ser priorizadas na programação para serem entregues em curto prazo. Segundo ele, a unidade Básica de Saúde Alto da Boa Vista II já foi entregue e as Unidades do Comercial Norte e Integrada São Bento estão com obras em andamento.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.