Vida Urbana

CRM-PB ameaça interditar UPA de Santa Rita e dá prazo até sexta-feira para explicações

Conselho cobra que diretoria da unidade apresente a escala médica completa.




UPA de Santa Rita pode ser interditada eticamente na sexta-feira (Foto: Divulgação/Instituto Acqua)

Uma fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) deu um prazo até sexta-feira (21) para que a direção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Rita apresente a escala médica completa da unidade. A medida acontece depois de uma denúncia do Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB) dizer que o local estava funcionando no último sábado (15) com apenas um médico clínico como plantonista.

Nesta segunda-feira (17), o diretor de fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, foi até a UPA de Santa Rita e, segundo ele, constatou os problemas: número insuficiente de médicos e problemas na escala de plantão.

A ameaça é de interdição ética da unidade.“Retornaremos à UPA para que a direção nos apresente a escala médica completa e a direção técnica da unidade. Infelizmente, se esses problemas não forem resolvidos, teremos que fazer a interdição ética da UPA. Uma unidade desse porte e importância para a população de Santa Rita não pode funcionar com uma escala médica incompleta, pois pode acarretar em prejuízo para a população e em infração ética ao médico”, pontuou João Alberto.

Procurada, a Secretaria de Saúde da Paraíba disse que vai tomar todas as medidas necessárias para garantir o atendimento adequado à população que buscar a UPA de Santa Rita.

A UPA de Santa Rita é uma das unidades que, após o encerramento dos contratos entre o Estado e as Organizações Sociais, teve a sua administração entregue à Secretaria de Estado da Saúde. As UPAs de outras cidades como Guarabira e Princesa Isabel também estão sendo geridas pelo Governo da Paraíba. Cajazeiras é a única que já fazia parte da administração direta.

Segundo o Simed-PB, a unidade hospitalar atende a uma demanda diária de aproximadamente 300 pacientes.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.