Vida Urbana

CRM, MP e prefeitura discutem recuperação de hospital de Cabedelo

Em audiência, CRM apresentou recomendações técnicas à prefeitura.




Uma audiência no Ministério Público estadual , com a participação do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) e a prefeitura de Cabedelo voltou a discutir a recuperação do Hospital Padre Alfredo Barbosa. Na oportunidade, o CRM entregou o Relatório de Fiscalização referente à inspeção realizada no local na semana passada, com todas as recomendações técnicas cabíveis.

O documento, juntamente com o Relatório de Inspeção, realizado pelo MPPB, será acostado ao processo que pretende embasar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a ser assinado pela Prefeitura em audiência ainda sem data marcada.

Segundo o prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PTN), o relatório do CRM servirá como base para elaboração do novo projeto de reforma e melhoria do HMMPAB. O documento deverá, ainda, embasar-se nas normas da RDC50 da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), que define especificações técnicas a serem seguidas em obras e edificações médicas e hospitalares.

“Queremos que os órgãos técnicos e de fiscalização em saúde apresentem sugestões e exigências, para que possamos recuperar o Hospital e Maternidade de Cabedelo dentro das melhores especificações e em caráter de urgência”, destacou Leto Viana.

Na audiência foi solicitado à Prefeitura o cronograma da reforma atualmente em andamento, além de planilhas de custo com os registros de medições e pagamentos já realizados. Também ficou acordado a notificação da empresa responsável pela execução da atual reforma, no sentido de garantir o bom cumprimento do contrato de prestação de serviço junto à Prefeitura. A documentação deverá ser apresentada, juntamente com o próximo projeto, nos próximos 40 dias.

Todas as autoridades presentes à reunião foram unânimes quanto à necessidade de readequação do hospital às modernas práticas em saúde, o que requer aporte de verbas em valores consideráveis. São necessidades que vão desde ampliação de áreas, criação de novos setores, aquisição de novos equipamentos e melhorias estruturais.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.