Vida Urbana

Corpo do prefeito de Ingá é enterrado em meio à aglomeração na cidade

Prefeito faleceu nesta quinta-feira (16) após não resistir a complicações da Covid-19.




Imagem: Arquivo Pessoal/Thales Lamoniêr

O prefeito do município de Ingá, Manoel Batista Chaves Filho, mais conhecido como Manoel da Lenha (PSD), foi sepultado na tarde desta quinta-feira (16), no cemitério da cidade. O prefeito morreu de Covid-19 e, apesar das orientações pelo distanciamento social para evitar novos contágios pela doença, centenas de pessoas se aglomeraram em um cortejo fúnebre para prestar as últimas homenagens ao gestor.

De acordo com Ezilãene Chaves Monteiro, que é Secretária de Saúde Adjunta do município e sobrinha do gesto, não houve velório e o sepultamento aconteceu no cemitério à portas fechadas, com a presença apenas da família do gestor.

Ezilãene Chaves informou ainda que a própria família de Manoel da Lenha tomou a iniciativa de anunciar sobre o falecimento do prefeito e sobre os procedimentos fúnebres em um carro de som, que percorreu as principais ruas da cidade pedindo que as pessoas evitassem se aglomerar para prevenir possíveis contágios pelo novo coronavírus.

Imagem: Reprodução Internet

No entanto, e apesar da entrada de moradores não ser permitida no cemitério, as pessoas quiseram prestar homenagens de maneira presencial e se aglomeraram em frente ao local do sepultamento. Um cortejo com motoristas de carros e centenas de motocicletas também percorreu a cidade.

Manoel da Lenha estava internado em um hospital privado de Campina Grande desde o início deste mês, quando foi diagnosticado com a Covid-19, e na manhã desta quinta-feira (16), não resistiu à doença e faleceu. Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ingá possui 603 casos de Covid-19 e 3 mortes pela doença.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.