Vida Urbana

Conexão lenta e oscilante

Prazo para que o ‘Jampa Digital’ estivesse em pleno funcionamento acabou nesta segunda-feira (1), porém o serviço continua instável.



Kleide Teixeira
Kleide Teixeira
Inaugurado desde 2010, serviço de internet gratuita da capital continua sem funcionar

O Programa de internet pública e gratuita Jampa Digital, da Prefeitura de João Pessoa, ainda não consegue garantir a conexão à rede mundial de computadores em bairros da orla e no Ponto de Cem Réis, no Centro. Segundo convênio firmado com o Ministério da Ciência e Tecnologia, o prazo para que o programa estivesse funcionando acabou ontem.

O secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Sales Dantas, negou problemas de funcionamento do programa. Segundo ele, os 20 pontos de internet sem fio já foram implantados e estão em fase experimental de funcionamento. “Se ocorrer algum problema é uma questão pontual, até mesmo de congestionamento da rede”, explicou o secretário.

No bairro de Tambaú, usuários contam que apesar de várias tentativas é raro obter conexão e conseguir navegar na rede. Em frente ao Busto de Tamandaré, em Tambaú, ontem no início da noite, a reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou, por mais de 30 minutos, se conectar à internet através do provedor Jampa Digital. Usando um smartphone, foi possível verificar que a conexão dava sinal, mas navegar pelas páginas da internet foi impraticável.

O corretor de imóveis Fernando Figueiredo também procurou acessar a internet na orla da capital. Com notebook na mão, ele mostrou que não conseguia conexão. “Faz mais de 20 minutos que estou procurando navegar na internet, mas não consigo.

Essa internet gratuita que disseram que existe em Tambaú não funciona”, contou. Apesar da decepção, o corretor que está a passeio pela capital paraibana afirmou que já havia conseguido navegar na internet usando o Jampa Digital na semana passada, mas na ocasião a conexão estava lenta e caía com frequência.

O lançamento do programa ocorreu em março de 2010, com a promessa de internet gratuita, inicialmente, na orla da capital. A previsão era de que a capacidade de conexão do programa fosse de 300 kbps por usuário.

O secretário municipal de Ciência e Tecnologia afirmou que o Jampa Digital já foi instalado e está em pleno funcionamento em diversas áreas da capital. Entre elas estão praças, do Ponto de Cem Réis (Centro), Coqueiral (Mangabeira), Soares Madruga (Valentina), Bela (Funcionários II), e orla (entre praias de Tambaú e Cabo Branco). “Não temos como garantir exclusividade do uso do Jampa Digital apenas para turistas ou transeuntes da orla. Ela também é usada por moradores, o que pode gerar congestionamento da rede”, justificou.

O secretário também afirmou que projeto do Jampa Digital vai além da internet gratuita para a população. “Outro braço importante do projeto é a integração das escolas com as secretarias municipais. Além disso teremos 36 câmeras de monitoramento”, afirmou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.