Vida Urbana

Com média anual de 900 infectados por HIV, Paraíba tem mais homens com o vírus, aponta SES

Levantamento divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta sexta-feira (5) mostra realidade viral do HIV no estado.




HIV, Aids, teste rápido

Foto: Arquivo

Um levantamento divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta sexta-feira (5) dá conta de que a Paraíba tem uma média de 900 novos casos de infecção por HIV anualmente. No ano passado, 36,9% das 984 pessoas infectadas pelo HIV desenvolveram Aids. O dia 5 de junho é a data data alusiva em que foi descoberta a Aids no mundo

Segundo a SES, a maioria dos infectados pelo HIV na Paraíba é formada por homens. Foram 756 notificações de pessoas do sexo masculino e 228 notificações de pessoas do sexo feminino. 

Em relação a média de idades, a SES informou que pessoas com idades de 30 a 39 anos lideram o número de casos de exposição ao HIV. Foram 112 notificações deste grupo, seguido pelo grupo de pessoas com idades entre 20 e 29 anos (107 casos), e 40 a 49 anos (73 casos).

Ainda de acordo com a SES, todos os municípios da Paraíba dispõe de testes rápidos para detecção do HIV nos postos de saúde. Em 20 minutos é possível saber se a pessoa foi ou não infectada.

Quando notificada a confirmação da infecção, o usuário é encaminhado para os serviços de referência da Paraíba, e é orientado a fazer exames laboratoriais e ser acompanhado por médicos especialistas, pelo SUS. Os centros de referência continuam atendendo pacientes com HIV também durante a pandemia de Covid-19.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.