Vida Urbana

CG pode perder o Sítio São João

Projeto não possui terreno próprio e dono do espaço onde está montado o Sítio São João, solicitou a desocupação da área.



Nicolau de Castro
Nicolau de Castro
Sítio é uma das principais atrações do Maior São João do Mundo e recebe milhares de turistas de várias partes do Brasil

O Maior São João do Mundo, em Campina Grande, pode ter menos uma atração este ano. O motivo é que o proprietário do terreno onde está montada a estrutura do Sítio São João, na avenida Manoel Tavares, no bairro do Alto Branco, solicitou a desocupação da área. O terreno estava emprestado ao coordenador do projeto, João Dantas, que ainda não dispõe de outro lugar para instalar a réplica do sítio. No ano passado o local recebeu cerca de 200 mil visitantes durante os festejos juninos.

João Dantas afirmou que, mesmo conseguindo outro local, é praticamente impossível para a equipe remontar o cenário até o São João deste ano. Ele informou que irá tentar negociar com o dono do terreno para que o Sítio São João fique no local até o final de junho, a fim de garantir a edição deste ano. “Mesmo que apareça outro local, não dá tempo para montar a estrutura até junho. Vamos tentar convencê-lo a deixar que o sítio fique só mais este ano”, acrescentou ele.

De acordo com João Dantas, o projeto é uma obra inacabada e falta apoio suficiente para mantê-lo funcionando. “Desde que o Sítio São João foi criado, nós enfrentamos este problema com terrenos. O projeto só foi concretizado em 2009 porque um empresário nos cedeu um terreno no Alto Branco. Mas agora ele precisa do local e nós não temos para onde ir. O Sítio São João é uma verdadeira obra inacabada”, afirmou o vereador.

O Sítio São João é uma das principais atrações do Maior São João do Mundo e todos os anos recebe milhares de turistas de várias partes do Brasil que se encantam com a réplica de um sítio típico do interior nordestino entre os séculos XIX e XX. Quando o projeto foi lançado, a estrutura era montada dentro do Parque do Povo, mas com o tempo foi relocado para um terreno ao lado do Teatro Municipal. Como o local não era próprio, o sítio foi novamente relocado para um terreno na Avenida Brasília, no bairro do Catolé onde permaneceu até o ano de 2009.

Naquele ano, mais uma vez o Sítio São João ficou sem terreno e quase foi encerrado. Segundo o criador do projeto, João Dantas, isto só não aconteceu porque um empresário cedeu um terreno no bairro Alto Branco para que o mesmo tivesse continuidade.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.