Vida Urbana

Centenas de peixes aparecem mortos na Lagoa de João Pessoa e Seman investiga causa

Causas do fenômeno estão sendo investigadas pelos técnicos da Seman.




Foto: Walter Paparazzo/G1

Centenas de peixes surgiram mortos às margens da Lagoa do Parque Solon de Lucena, na manhã desta segunda-feira (25). As causas do fenômeno estão sendo investigadas pelos técnicos da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

Em nota, a Semam informou que os técnicos estão avaliando o que teria provocado a morte de peixes na Lagoa do Parque Solon de Lucena, entre este domingo (24) e segunda-feira (25), mas algumas hipóteses já estão sendo discutidas.

De acordo com o zootécnico do Parque da Bica, Jair Azevedo, especialista em Piscicultura, é preciso avaliar o que ocorreu, mas provavelmente há uma “eutrofização” da água da Lagoa, que é o excesso de matéria orgânica, reduzindo o nível de oxigênio da água, provocando a morte dos peixes. É possível também que haja uma superpopulação de peixes – os excrementos dos peixes também podem reduzir o nível de oxigênio da água.

Os técnicos vão coletar amostras da água e também dos peixes para que seja feita análise e só depois será possível saber o que pode ter provocado a morte dos peixes.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.