Vida Urbana

Cehap está demolindo 38 casas e terreno será usado para novas construções

Casas demolidas foram construidas de forma irregular; Cehap disponibilizou caminhões para mudanças das famílias.



Walter Paparazzo
Walter Paparazzo

Trinta e oito casas estão sendo demolidas no Conjunto Cidade Verde, no bairro de Mangabeira para desocupar um terreno de 741 metros quadrados que pertence à Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) e será usado para construir unidades habitacionais. A reintegração teve início às 5h desta sexta-feira (30) e teve a participação de 200 policiais militares. Não houve conflito.

De acordo com a PM, várias reuniões foram realizadas com as 38 famílias que moravam no local. “Foram oito reuniões realizadas pela coordenadoria de gerenciamento de crises com as pessoas que estavam ocupando o terreno, tudo isso para promover uma reintegração pacífica, como está ocorrendo”, relata a coordenadora-adjunta de comunicação social da Polícia Militar, capitã Carla Marques.
 
As casas estão sendo demolidas pela Cehap, que também disponibilizou caminhões para que as famílias possam fazer a mudança dos móveis e outros objetos.
 
Ainda segundo a capitã, o trabalho conta com policiais de várias unidades operacionais, que se reuniram, desde a madrugada, no Centro de Educação para receber as instruções sobre como aconteceria a reintegração. 
 
Policiais da tropa de choque da PM acompanham a operação apenas de forma preventiva, para auxiliar a saída das famílias.
 
Até às 8h30 da manhã desta sexta-feira, nenhum conflito havia sido registrado na reintegração. Um levantamento divulgado no fim do ano passado pela coordenadoria de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar mostrou que mais de 95% das reintegrações de posse realizadas em 2014 pela instituição ocorreram sem registrar nenhum tipo de conflito. Ao todo, foram 27 ações para desocupar propriedades urbanas e rurais em 22 cidades paraibanas no ano de 2014.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.