Vida Urbana

Cavalo se ‘despede’ do dono durante velório em Cajazeiras

Animal relinchou, bateu as patas e colocou a cabeça sobre o caixão.



kyioshi Abreu
kyioshi Abreu
Cavalo participou do velório do dono e comoveu família e amigos

A cena inusitada de um cavalo se ‘despedindo’ do dono chamou a atenção das pessoas que acompanhavam o velório do vaqueiro Wagner Figueiredo de Lima, na tarde de terça-feira (3), na cidade de Cajazeiras, no Sertão do Estado. Durante o cortejo, o cavalo relinchou, bateu as patas e colocou a cabeça sobre o caixão do vaqueiro. Wagner morreu no domingo (1º), após um acidente de moto, no Rio Grande do Norte.

O irmão de Wagner, Wando de Lima, que teve a ideia de levar o animal para o cortejo, disse que o cavalo era tudo para o vaqueiro e que no momento do velório “era como se o cavalo soubesse o que estava acontecendo e quisesse se despedir. Durante todo o trajeto até o cemitério ele relinchava e batia com as patas no chão”, disse. O velório também contou com a presença de outros vaqueiros, que fizeram homenagens a Wagner.

Cavalo acompanhou o velório e demonstrou tristeza durante todo o cortejo (Crédito kyioshi Abreu).

Wando disse que Wagner já tinha o cavalo, chamado de Sereno,  há oito anos e assumiu a responsabilidade de cuidar do animal, pontuando que ele vai ficar ‘para sempre’ com a família, que vai adotar o bicho.

Wagner morreu depois que se envolveu em um acidente de moto, na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, na madrugada do domingo (1). O vaqueiro paraibano estava sozinho na motocicleta, foi socorrido para um hospital da cidade, passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.