Vida Urbana

Catadores de caranguejo são detidos no litoral sul

Nos primeiros dois dias da atual andada, mais de mil caranguejos apreendidos foram devolvidos aos mangues no litoral paraibano.



Divulgação
Divulgação

Agentes ambientais detiveram dez catadores de caranguejo em flagrante no litoral sul paraibano. A ação, comandada pelo Ibama, ocorreu na tarde desta quinta-feira (9), com o objetivo de preservar o período reprodutivo do crustáceo, conhecido como “andada”, quando fica proibida sua captura, transporte, comercialização, beneficiamento e armazenamento. Os catadores, um deles menor de idade, foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Caaporã, onde responderão pelo delito.

Segundo informações do Ibama, as pessoas flagradas com os animais durante o período da proibição são multadas, têm os caranguejos apreendidos e ainda devem responder a processo por crime ambiental na Justiça. No caso do flagrante realizado nesta quinta, os fiscais constataram que, além do desrespeito ao período da andada, os animais vem sendo capturados com a utilização de redinha – técnica predatória e de utilização proibida no estado há cerca de 15 anos.

Os períodos em que fica proibida a captura do caranguejo-uçá ocorrem entre os dias 08 e 13 e de 22 a 27 de fevereiro. No mês de março, o período de proteção à andada ocorre entre os dias 9 e 14 e também de 23 a 28. As andadas ocorrem em períodos diferentes a cada ano, uma vez que dependem de diversos fatores, como as fases da lua, com grande influência nas variações das marés.

Balanço das apreensões
Apenas nos primeiros dois dias da atual andada, mais de mil caranguejos apreendidos foram devolvidos aos mangues no litoral paraibano. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis ainda destacam que o respeito ao período da andada é essencial à reprodução dos animais, que são a fonte de sustento de muitas famílias da região litorânea.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.