Vida Urbana

Câmeras de monitoramento vão flagrar atos criminosos nas ruas de CG

Ao todo, 24 câmeras de monitoramento serão instaladas em 11 pontos estratégicos, no centro da cidade.




Da Redação
Com Codecom

A partir da próxima segunda-feira (29), Campina Grande terá 44 câmeras de monitoramento instaladas nas ruas centrais da cidade – pontos que apresentam grande movimentação de veículos e pessoas e onde existe um número considerável de agências bancárias.

O secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal, Gilson Lira, disse que as câmeras já estão montadas e que serão fundamentais não apenas para constatar atos criminosos, como assaltos ou as "saidinhas" de bancos, mas também para acionar o Samu em casos de acidentes, atropelamentos e incêndios, entre outras ocorrências.

Nesta quinta-feira (25), às 9h30, no Palácio do Bispo, o prefeito Veneziano Vital do Rêgo estará assinando um termo de mútua cooperação entre a Prefeitura, Polícias Militar e Civil, Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos, Samu e Corpo de Bombeiros, para que o sistema possa funcionar.
 
A medida atende a uma reivindicação de entidades ligadas ao comércio, como a Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande (ACCG) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O investimento é de R$ 377 mil.

A Central Integrada de Monitoramento Eletrônico (CIM) está montada no anexo da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) e monitorará as 44 câmeras instaladas em 11 pontos estratégicos do Centro, exemplo da avenida Floriano Peixoto, estendendo-se até a rua João Pessoa, além da praça Alfredo Dantas, entre outros locais.

O sistema adota um modelo compartilhado de gestão, onde cada órgão responsável estará designando um representante para o acompanhamento permanente da segurança no centro.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.