Vida Urbana

Bispo de Campina deseja sorte ao novo líder da Igreja Católica

Dom Delson, que afirmou ter conhecido pessoalmente o novo papa e destacou o espírito humilde do pontífice.




A eleição do arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio (Francisco), ao cargo de novo pontífice da Igreja Católica, também causou um misto de surpresa e alegria pelos líderes da Diocese de Campina Grande. Durante entrevista coletiva na manhã de ontem, o bispo de Campina Grande, dom Manoel Delson, acompanhado do padre Antônio Nelson, chanceler da Cúria Diocesana, fez projeções e desejou sorte ao novo líder da Igreja Católica no mundo.

Dom Delson, que afirmou ter conhecido pessoalmente o novo papa há alguns anos em um encontro dos freis capuchinos em Buenos Aires, destacou o espírito humilde do pontífice, mas não escondeu que o sentimento de surpresa esteve presente ao ouvir o nome do argentino como o escolhido na quinta votação do conclave na última quarta-feira. “A notícia causou impacto, mas foi uma boa surpresa. O eleito é um homem simples, que gosta de estar próximo ao povo”, destacou o bispo.

Sobre a escolha do papa Bergoglio pelo nome Francisco, dom Delson apontou que entendeu a opção pelo espírito missionário que o novo pontífice deve adotar em seu papado, uma vez que, segundo o bispo, a formação jesuíta aliada ao seguimento dos ensinamentos de são Francisco Xavier, fez com que o novo líder da Igreja Católica optasse por este nome. “Temos a expectativa da evangelização. A contribuição da América Latina para a Igreja foi premiada por Deus”, disse.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.