Vida Urbana

Barragem de Acauã começa a receber águas de Boqueirão após abertura de comportas

Aesa diz que não há riscos para Boqueirão.




Foto: Aesa

A barragem de Acauã, na cidade de Itatuba, no Agreste da Paraíba, começou a receber na tarde da quarta-feira (4) as águas do açude Boqueirão. O registro aconteceu depois de duas semanas da abertura das comportas do manancial, que abastece Campina Grande e outros 18 municípios. De acordo com informações da Agência de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), a barragem de Acauã deve receber 4,8 milhões de metros cúbicos de água.

Atualmente o reservatório acumula apenas 9.201.670 milhões de m³ de água, o equivalente a 3,6% de sua capacidade total de 253 milhões de m³, conforme dados da Aesa. A autorização da abertura das comportas de Boqueirão para liberação das águas do São Francisco pelo Rio Paraíba até a barragem de busca evitar o colapso de água em 14 municípios da região, abastecidos pelo manancial.

>>> Obras em açudes de Poções e Camalaú são reiniciadas, diz Dnocs

Segundo o presidente da Aesa, João Fernandes, a medida não gera nenhum risco para população de Campina Grande e das outras 18 cidades abastecidas por Boqueirão. “Não existe nenhum risco hídrico para o açude Boqueirão, uma vez que o açude acumula hoje mais de 70 milhões de metros cúbicos de água. O volume hídrico é suficiente para atender a necessidade da população. Além disso, existe o acompanhamento diário feito pela Aesa observando o nível da água no manancial e a medição da vazão na abertura das comportas. Tudo é feito analisando o controle da situação”, ressaltou.

O açude de Boqueirão acumula nesta quinta-feira (5), o número de  71.332.888 milhões de metros cúbicos de água, o que corresponde ao percentual de 17,33% de toda sua capacidade hídrica.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.